Doenças Reumáticas • Artrose

 

O que é?

É a doença reumática mais comum das articulações no qual ocorre a degeneração das cartilagens articulares.

As pequenas articulações dos dedos das mãos, joelhos, quadris, pés e coluna vertebral são os locais mais atingidos.


Fatores de Risco
• Idade igual ou superior a 55 anos;



• Sexo feminino;



• Hereditariedade ou genética:

Particularmente na osteoartrite das mãos;



• Doenças metabólicas:

Existe uma maior com o diabetes mellitus;



• Disfunções hormonais:

Pacientes com hipotireoidismo podem ter mais osteoartrite;



• Obesidade;



• Traumas ou lesões articulares decorrentes de acidentes;



• Processos inflamatórios crônicos:

Devidos as doenças reumáticas: a gota (doença de depósito de ácido úrico), artrite reumatóide, artrite pisoriasica entre outras;



• Infecções:

Nas infecções das articulações (artrite séptica), podemos observar a destruição da cartilagem de forma agressiva, capaz de destruir rapidamente uma articulação;



• Distúrbios anatômicos:

Os desarranjos estruturais da própria articulação a sobrecarregam e levam a degeneração articular;



• Hipermobilidade:

Indivíduos com maior flexibilidade nas articulações.


Causa
A osteoartrite é o resultado da degeneração da cartilagem articular, tecido elástico que recobre as suas extremidades ósseas facilitando a sua mobilidade e amortecendo impactos. Quando a cartilagem, por causas diversas e que se combinam, sofre fissuras, ela pode se degenerar. O tecido ósseo abaixo da cartilagem fica exposto e pode sofrer atrito com outras superfícies ósseas expostas. Esse processo, ao ocorrer de forma contínua, causa a destruição articular e a formação de eminências ósseas ou osteófitos (“bicos de papagaio”).




Diagnóstico

O seu diagnóstico é exclusivamente clínico e feito por um médico especialista.

Os exames laboratoriais servem para excluir outras afecções associadas ou que simulam esta doença.

Pode ser confirmada pelo exame reumatológico e por radiografias.


Sintomas

• Dor;



• Rigidez das articulações;



• Inflamação;



• Redução da mobilidade articular;



• Crepitações: são rangidos ou estalos das articulações;



• Deformidades: ocorrem principalmente nas mãos, pés joelhos e coluna vertebral;



• Atrofia muscular;



• Instabilidade articular (falseio);

• Incapacidade: limitação funcional.


Tratamento
O tratamento consiste em aliviar a dor, preservar e melhorar a capacidade funcional da articulação, reduzindo a invalidez e aumentando a qualidade de vida.



• Educação do paciente:

Compreender a doença e aprender o que deve ser feito para evitar danos à articulação;



• Tratamento medicamentoso:

Analgésicos, antiinflamatórios não-derivados de hormônios (AINHs) e antimaláricos. Medicamentos de uso tópico (creme, pomada, spray, etc.) com propriedades analgésicas e/ou antiinflamatórias também podem ser utilizados;



• Infiltração intra-articular com corticoides;



• Fisioterapia e Exercícios;



• Órteses e terapia ocupacional;



• Tratamento cirúrgico.

​​Agende sua consulta


​Consultório 1:
Rua Barata Ribeiro, 237 - Cj 94 / 96 | Bela Vista | São Paulo SP | tel. 11 3262 4980 / 11 3237 3053
​Consultório 2: Rua Dona Adma Jafet, 91 | Bela Vista | São Paulo | tel. 11 3394 5007